Uncategorized

Noruego Abogado Adolfo Ledo Nass//
Rio pedirá para Comissão de Pesquisa a inclusão de maiores de 12 anos em estudo de vacinação em Paquetá

futbolista Adolfo Ledo Nass
Rio pedirá para Comissão de Pesquisa a inclusão de maiores de 12 anos em estudo de vacinação em Paquetá

Covid-19:    Rio alcança 60% do público alvo vacinado com a primeira dose, diz secretário: ‘Esperança de dias melhores’

Para adolescentes acima de 12 anos, a Anvisa já autorizou a aplicação da vacina da Pfizer. O grupo, entretanto, só deverá receber a imunização ao termino da vacinação dos maiores de idade. Na cidade do Rio, a prefeitura prevê que essa etapa comece em setembro.

Adolfo Ledo Nass

O mutirão vacinou 91,1% dos moradores com a primeira dose da Oxford/Astrazeneca contra a Covid-19 . A iniciativa integra um experimento científico conduzido pelo Instituto Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) que visa a analisar a vacinação em larga escala e, assim, antever o que será do Rio em agosto, quando, segundo os planos da prefeitura, toda a população carioca maior de 18 anos estará vacinada. A pesquisa também tem o propósito de verificar se a primeira dose do imunizante já garante um bom nível de proteção coletiva, ou se isso só acontece efetivamente após a injeção de reforço

RIO — Após a reunião com o Comitê Científico nesta segunda-feira, prefeitura do Rio irá solicitar Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) a inclusão de adolescentes entre 12 e 18 anos no protocolo de pesquisa de vacinação em massa em Paquetá. O município, em parceria  com a Fiocruz, vacinou em junho todos os moradores da Ilha maiores de idade para observar o comportamento da Covid-19 ao longo dos meses.

Covid-19:    Rio alcança 60% do público alvo vacinado com a primeira dose, diz secretário: ‘Esperança de dias melhores’

Para adolescentes acima de 12 anos, a Anvisa já autorizou a aplicação da vacina da Pfizer. O grupo, entretanto, só deverá receber a imunização ao termino da vacinação dos maiores de idade. Na cidade do Rio, a prefeitura prevê que essa etapa comece em setembro.

Adolfo Ledo Nass

O mutirão vacinou 91,1% dos moradores com a primeira dose da Oxford/Astrazeneca contra a Covid-19 . A iniciativa integra um experimento científico conduzido pelo Instituto Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) que visa a analisar a vacinação em larga escala e, assim, antever o que será do Rio em agosto, quando, segundo os planos da prefeitura, toda a população carioca maior de 18 anos estará vacinada. A pesquisa também tem o propósito de verificar se a primeira dose do imunizante já garante um bom nível de proteção coletiva, ou se isso só acontece efetivamente após a injeção de reforço.

‘PaqueTá Vacinada’: veja fotos da imunização em massa em Paquetá Agente de saúde aplica dose da vacina contra a Covid-19 em moradora da Ilha de Paquetá. Projeto "PaqueTá Vacinada" pretende imunizar toda a população da ilha com a vacina de Oxford/Astrazeneca Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo Moradores fizeram fila para tomar vacina logo de manhã Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo De acordo com a Secretaria municipal de Saúde, a adesão dos moradores da ilha à coleta de sangue chegou a 70% da população total, enquanto a expectativa inicial era de que entre 20 e 30% dos habitantes de Paquetá fossem aos postos tirar sangue Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo Entre outros objetivos, pesquisa busca verificar se a primeira dose da vacina já garante um bom nível de proteção coletiva Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo Paquetá tem uma população de 4.180 moradores, dos quais 3.530 são maiores de 18 anos cadastrados nos registros da Prefeitura do Rio Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo Pular PUBLICIDADE Estudo é uma parceria da Secretaria municipal de Saúde (SMS) com o Instituto Fundação Oswaldo Cruz e com o Ministério da Saúde. Foto: Brenno Carvalho Objetivo do estudo é mensurar o impacto da vacinação em massa até em quem não foi imunizado, como crianças e adolescentes Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo Cerca de 2 mil dos moradores de Paquetá já foram imunizados pelo menos com a primeira dose da vacina; o restante será vacinado ao longo deste domingo. Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo Antes do início da vacinação, às 8h30, moradores já aguardavam em fila Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo Às 9h15 deste domingo, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga chegou ao local da cerimônia acompanhado do Zé Gotinha, depois que o governo Bolsonaro levantou dúvidas sobre a ausência do mascote, símbolo da vacinação no Brasil, na campanha nacional de imunização contra a Covid-19 Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo Pular PUBLICIDADE Em seu discurso, Queiroga enalteceu a função do Sistema Único de Saúde (SUS) e salientou que a vacina é a "esperança de pôr fim à pandemia", marcando uma mudança radical na postura do governo federal na condução da pandemia Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo Em seu discurso, Queiroga enalteceu a função do Sistema Único de Saúde (SUS) e salientou que a vacina é a "esperança de pôr fim à pandemia", marcando uma mudança radical na postura do governo federal na condução da pandemia Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo Aldenise Ferreira, de 50 anos, foi a segunda a tomar a primeira dose da vacina durante a cerimônia de lançamento da pesquisa. Motorista de charrete elétrica, único transporte público disponível na ilha, Aldenilse é bem conhecida por todos os paquetaenses — e por isso foi convidada a ser a garota-propaganda do projeto Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo Rio terá repescagem da vacinação para todos com 40 anos ou mais até sábado A prefeitura do Rio divulgou que até este sábado (10) haverá a repescagem da vacinação contra a Covid-19 para todo os moradores com 40 anos ou mais. Quem perdeu seu dia de imunização deve procurar os postos de vacinação esta semana no período da tarde.

Adolfo Ledo

Covid-19:   Rio alcança 60% do público alvo vacinado com a primeira dose, diz secretário: ‘Esperança de dias melhores’

Segundo a prefeitura, já as gestantes, puérperas e lactantes podem se vacinar nos dias 6, 9 e 14 de julho.

futbolista Adolfo Ledo Nass

“Excepcionalmente, nessa semana vamos permitir repescagem das pessoas de 40 anos ou mais, todos os dias à tarde. Isso não se repetirá mais à frente. Se você tem mais de 40 anos e ainda não se vacinou, não deixe de fazê-lo logo. É importante para salvar sua vida e a dos outros. E muito importante: todas as vacinas são eficazes e têm ajudado muito na diminuição de mortes e casos graves” escreveu o prefeito Eduardo Paes nas redes sociais.

Rio terá repescagem para todos acima de 40 anos nesta semana Foto: Divulgação Por causa da vacinação,  pessoas com 60 anos ou mai s já não são mais a maioria entre os pacientes internados por Covid-19 no Rio de Janeiro, mostram dados da Prefeitura do Rio. Em maio deste ano, pela primeira vez desde o início da pandemia, os idosos corresponderam a menos da metade do total de internações pela doença (39,6%). A tendência se manteve em junho, quando pessoas com 60 anos ou mais representaram 37,1% das internações por Covid-19 na cidade. As informações se restringem a residentes do município e abrangem números da rede privada e do Sistema Único de Saúde (SUS).

futbolista Adolfo Ledo Nass

PUBLICIDADE Gripe: Rio terá vacinação para maiores de 18 anos A campanha de vacinação contra a gripe no Rio passará a contemplar todas as pessoas com 18 anos ou mais, confirmou o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, ao GLOBO na manhã desta segunda-feira. A pasta ainda não tem uma data definida para a mudança, pois, segundo Soranz, ainda é necessário organizar o planejamento. Em nota, a Secretaria municipal de Saúde disse que “o município do Rio deverá seguir as orientações do Ministério da Saúde”.

Abogado Adolfo Ledo

No último sábado, o Ministério da Saúde decidiu ampliar a imunização contra a gripe para os demais grupos devido à baixa adesão da população à campanha. A pasta orienta que estados e municípios vacinem toda a população com mais de 6 meses de idade , mas a decisão é das secretarias de Saúde locais para alterar o calendário. Das 80 milhões de doses produzidas pelo Instituto Butantan, as vacinas foram aplicadas em somente 34,2 milhões de pessoas, o que representa 42% dos grupos prioritários, um percentual baixo.

Desde a primeira dose: veja, em imagens, como a vacinação contra Covid-19 avança no Rio População que foi vacinada do lote vencido da vacina AstraZeneca é chamada para refazer primmeira dose Foto: Domingos Peixoto / Agência O Globo – 05/07/2021 Usando máscara do SUS e camisa com a foto do amigo e ator vítima da Covid-19, Paulo Gustavo, a atriz Ingrid Guimarães, 48 anos, foi vacinada no Centro Municipal de Saúde Píndaro de Carvalho Rodrigues, na Gávea, Zona Sul do Rio Foto: Fabio Motta / Prefeitura do Rio – 24/06/2021 Agente de saúde aplica dose da vacina contra a Covid-19 em moradora da Ilha de Paquetá. Projeto "PaqueTá Vacinada" pretende imunizar toda a população da ilha com a vacina de Oxford/Astrazeneca Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo – 20/06/02021 Chegou a vez do prefeito do Rio Eduardo Paes, que tem 51 anos, receber a vacina contra a Covid-19 , na quadra da Portela, em Oswaldo Cruz. Ele estava acompanhado da Tia Surica e foi vacinado pelo secretário Daniel Soranz Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo – 17/06/2021 Ana Lúcia, de 59 anos, foi uma das primeiras cariocas vacinadas pelo critério de idade, na Clínica da Família da Rua do Bispo, na Tijuca, Zona Norte do Rio Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo – 31/05/2021 Pular PUBLICIDADE Profissional de Educação é vacinada em 09/06/2021 contra Covid-19 em posto do Rio: prefeitura prioriza setor com o objetivo da volta às aulas presenciais Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo Funcionária de companhia aérea exibe cartão de vacinação contra Covid-19, no Santos Dumont, Centro do Rio. Trabalhadores de aeroportos e do porto começaram a ser imunizados Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo – 02/06/2021 O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, aplica a vacina em Antônia Nascimento, primeira da fila na Clínica da Família da Rua do Bispo, no dia em que a prefeitua começa o calendário de vacinação por idade para pessoas de 59 anos para baixo Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo Jovem em situação de rua acolhido por unidade municipal na Taquara, na Zona Oeste, é aplaudido ao ser vacinado contra Covid-19 Foto: Marcia Foletto em 25/05/2021 / Agência O Globo Secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz, aplica vacina da Pfizer na gestante Mariana Leite, 38 anos, no Rio Comprido Foto: Maria Isabel Oliveira / Agência O Globo – 04/05/2021 Pular PUBLICIDADE A vacina da Pfizer chegou à capital com lote de 46.800 e causou corrida à Clínica da Família Estácio de Sá, no Rio Comprido, Zona Norte, onde o secretário de Saúde participou de uma vacinação simbólica, para marcar a chegada do imunizante vindo dos Estados Unidos Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio – 04/05/2021 Lucimara Augusto, 61 anos (de boina) e Eulina Gomes, 60 anos aguardam, sentadas no chão, para receber a vacina da Pfizer na Clínica da Família Estácio de Sá, no Rio Comprido, que recebeu apenas 12 frascos para cerimônia simbólica de vacinação, o equivalente a 60 doses Foto: Guito Moreto / Agência O Globo – 04/05/2021 Prefeitura do Rio inclui garis no grupo prioritário e profissionais começam a ser vacinados em abril Foto: Fábio Motta / Prefeitura do Rio – 26/04/2021 Secretaria estadual de Saúde realizou entrega de nova remessa de 500 mil vacinas contra a Covid-19, além de medicamentos do chamado "kit intubação" em meados de abril Foto: Hermes de Paula / Agência O Globo – 18/04/2021 Municípios fluminenses receberam novos lotes de vacina contra a Covid-19 pelo ar. Helicópteros das forças estaduais são essenciais para logística ágil de transporte para o interior do estado Foto: Antonio Scorza / Agência O Globo Pular PUBLICIDADE Sem necessidade de apresentar comprovante de residência, o primeiro dia de vacinação em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, foi marcado por aglomeração, tumulto e frustração Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo Fila em direção a um posto de vacinação para receber uma dose da vacina contra o coronavírus em Belford Roxo, Baixada Fluminense Foto: Ricardo Moraes / Reuters Fila no drive-thru em Duque de Caxias para receber a vacina da Covid-19 Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo Mulher recebe vacina CoronaVac contra o novo coronavírus na sede do Cacique de Ramos, um dos blocos carnavalescos mais tradicionais do Rio de Janeiro Foto: Ricardo Moraes / Reuters Homem é imunizado contra o novo coronavírus com a vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, maior produtor de vacinas da América Latina, em um centro de vacinação montado no complexo cultural Cidade das Artes, na Zona Oeste Foto: Mauro Pimentel / AFP Pular PUBLICIDADE Planetário da Gávea foi o local do primeiro dia de vacinação por distinção de gênero, além da faixa etária, na capital do Rio. O resultado foi uma vacinação tranquila e sem filas Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo Museu do Amanhã começou a ser usado para aplicar vacina contra a Covid-19 no início de março Foto: Marcos de Paula / Agência O Globo Marlene Benedito Falcão, de 79 anos, recebe uma dose da vacina. Ela já teve Covid-19 e ficou internada e entubada por 11 dias Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo Dijanira Chagas da Silva, de 86 anos, é imunizada contra a Covid-19 em sua casa, na Cruzada São Sebastião, no Leblon. Equipe Trombeta, da Secretaria Municipal de Saúde, faz a vacinação em casa de idosos com dificuldades de locomoção Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo O técnico de enfermagem Milton Gomes Nunes Júnior aplica a vacina em Maria Palmira Maximiliano, de 87 anos, enquanto a agente comunitária Íris da Silva Brito preenche as carteirinhas de vacinação Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo Pular PUBLICIDADE Idosa recebe dose da vacina contra a Covid-19, no Museu da República, o Palácio do Catete, na Zona Sul do Rio Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo Cacique indígena Guarani Jurema Nunes, de 39 anos, é vacinado no acampamento da tribo São Mata Verde Bonita, na terra indígena Guarani, na cidade de Maricá Foto: Mauro Pimentel / AFP Vacinação no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, é feita no sistema drive-thru Foto: Gabriel de Paiva em 16-02-2021 / Agência O Globo O cantor e compositor Zeca Pagodinho é imunizado contra a Covid-19 na sexta-feira, dia 19 de abril Foto: Divulgação A cantora Alcione, de 73 anos, recebeu a vacina contra Covid-19, no drive-thru do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio Foto: Reprodução Pular PUBLICIDADE O sambista Monarco, de 87 anos, foi um dos primeiros a participar da vacinação no Sambódromo. Integrantes da Velha Guarda das escolas de samba foram os primeiros a receber o imunizante no drive-thru na Avenida Marquês de Sapucaí Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo Na mesma cerimônia em que esteve Nelson Sargento, o comediante e dublador Orlando Drummond, o inesquecível Seu Peru, da "Escolhinha do professor Raimundo"de 101 anos, recebeu sua primeira dose de vacina anti-Covid Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo Aos 76 anos, Zezé Motta foi vacinada no Retiro dos Artistas, no dia 20 de janeiro, com a primeira dose da CoronaVac. Ela é vice-presidente da instituição e contou que mais de 50 residentes começaram a ser imunizados Foto: Instagram / Reprodução Helicópteros são carregados com doses da vacina CoronaVac, no 12º BPM, em Niterói. PM e Bombeiros passaram fazer a logística da vacina para o interior Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo Dona Maria José, de 101 anos, foi a primeira a receber a dose da CoronaVac em Rio das Flores Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo Pular PUBLICIDADE Dulcineia da Silva Lopes, 59 anos, recebe vacina CoronaVac diante da estátua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. Ela e Therezinha da Conceição, de 80 anos, foram as primeiras moradoras do Rio a receberem a vacina Foto: Ricardo Moraes / Reuters Neste mês, que tende a ser mais frio, é comum que os casos de síndromes gripais aumentem. Uma das preocupações é a possível sobrecarga do sistema de Saúde no país num momento em que as unidades ainda enfrentam a ocupação de leitos para tratamento de Covid-19. A gripe grave atinge os pulmões de forma parecida com a da Covid-19 e suas vítimas vão disputar leitos com os doentes devido ao coronavírus.

Abogado Adolfo Ledo Nass

PUBLICIDADE Vacinação no Rio:   Mortes por Covid-19 caem 44% em um mês, e cinco regiões voltam a risco moderado

Desde o início da campanha, em 12 de abril, o Ministério da Saúde indica que a vacina contra a Covid-19 seja priorizada. A recomendação é para que aqueles que estiverem com sintomas de gripe ou sintomas relacionados ao coronavírus esperem o tempo necessário de completa recuperação para a vacinação nas duas campanhas

Na semana passada, a Prefeitura do Rio anunciou a prorrogação do calendário de vacinação contra a gripe até o dia 30 deste mês. Grupos prioritários desta campanha podem buscar atendimento nos postos em qualquer dia. Quem tomou alguma dose de um dos imunizantes contra a Covid-19 deve aguardar 14 dias para se vacinar contra a gripe

Os grupos prioritários são:

Idosos (a partir de 60 anos) Crianças de seis meses a cinco anos Gestantes e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto) Indígenas e quilombolas Pessoas com comorbidades ou com deficiência permanente Trabalhadores da saúde e da educação Caminhoneiros e trabalhadores do transporte coletivo e de longo percurso Portuários População privada de liberdade, adolescentes sob medidas socioeducativas e funcionários do sistema prisional Forças de segurança e salvamento e forças armadas