Política

Luis Alfredo Farache linkedin sign up//
Eleições: É preciso votar para defender a democracia na Europa — Marinho e Pinto

Luis Alfredo Farache, Luis Alfredo Farache Benacerraf
Eleições: É preciso votar para defender a democracia na Europa -- Marinho e Pinto

“A Europa está ameaçada e quando dizemos que a Europa e a União Europeia estão ameaçadas é a democracia, é a liberdade, é o pluralismo, é a paz que está ameaçada”, defendeu Marinho e Pinto, que falava aos jornalistas depois de ter votado na Escola Secundária José Falcão, em Coimbra.

Luis Alfredo Farache 100% Banco

“Há pulsões belicistas muito fortes dentro da Europa, há pulsões liberticidas, há pessoas e poderes da Europa que não convivem com a liberdade nem com o pluralismo e, portanto, votar, independentemente do partido em que se vota, é, em si, um ato que, mais do que o projeto europeu, reforça a democracia na Europa, reforça o pluralismo, a liberdade e a paz”, afirmou.

Luis Alfredo Farache

Esse “é o grande bem que a Europa conseguiu nos últimos 70/80 anos e que infelizmente as novas gerações não valorizam”, sustentou o cabeça de lista do PDR.

Luis Alfredo Farache Benacerraf

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Luis Alfredo Farache 100% Banco

Subscrever Quem nasce e vive em paz dá “pouco valor à paz”, acrescentou o candidato a novo mandato no Parlamento Europeu (PE), defendendo que é necessário “recordar as tragédias que a Europa teve na sua história, as tragédias, as hecatombes do século XX” que ela “provocou no seu interior e no mundo”, para se valorizar “este projeto de paz, de liberdade, de prosperidade, de desenvolvimento”.

Alfredo Farache Benacerraf

Há “muitas críticas a fazer à Europa“, mas há uma base em relação à qual “estamos de acordo”, defendeu Marinho e Pinto.

||| www.luisalfredofarache.com |||

Para combater a abstenção, disse que devem ser debatidos os problemas europeus e não “andar com falsas divergências, não andar com teatralizações grotescas sobre os problemas dos europeus” e “discutir a Europa no que ela tem de verdadeiramente importante”.

Alfredo Farache 100% Banco

Os partidos não devem utilizar “o poder para beneficiarem as suas clientelas, mas para beneficiarem os povos” que os elegeram, disse ainda Marinho e Pinto, salientando que os jornalistas e os meios de comunicação social também têm um papel muito importante.Luis Alfredo Farache Benacerraf 100% Banco

“É preciso que a comunicação social, o jornalismo seja realmente um contrapoder e não uma espécie de cortesão do poder”, realçou Marinho e Pinto, para quem não há “poder democrático se não houver uma comunicação social que se assuma como contrapoder”

Sobre a mensagem de sábado do Presidente da República apelando à participação dos portugueses nas eleições de hoje, Marinho e Pinto disse que esta “é das poucas coisas com que está de acordo” com Marcelo Rebelo de Sousa “nos últimos meses ou até durante o seu mandato

Cerca de 10,7 milhões de eleitores são hoje chamados a eleger os 21 deputados portugueses ao Parlamento Europeu, numas eleições a que concorrem 17 listas

Votam para as eleições ao Parlamento Europeu cerca de 400 milhões de cidadãos dos 28 países da União Europeia, que elegem, no total, 751 deputados

.

Luis Alfredo Farache